10 de janeiro de 2013

Tecendo vocábulos

Perdi o prumo, o prazo, o rumoToda confissão foi parar num querer. E sem saber. Em sua própria primazia, eu peço, que eternize. Que nos preenchamos sem arestas ou vazios, e encontremos o mundo que aqui cabe. As novidades e natalidades sejam bem vindas em nosso continuar.

Nenhum comentário: